(32) 3051-2646 | (32) 8401-6060

 

" A Gestão de Pessoas como Diferencial em uma Organização"

11/05


Gestão de Pessoas como diferencial competitivo Material Escrito por Waldir Ferreira, consultor da Atitude Empresarial. Na Era Industrial, as empresas se preocupavam em encontrar uma posição para cada trabalhador no organograma, limitando-o e aperfeiçoando-o individualmente através de processos mecânicos. A qualidade e a produtividade eram sinônimos de competência e habilidade, condições básicas para o desenvolvimento profissional. Entretanto, esse modelo tradicional, hierárquico, autoritário e de comunicação descendente, reduzia a autonomia, a autoridade, causava desmotivação e enfraquecia o poder de decisão do grupo. Estudiosos da administração consideraram, nos estudos organizacionais, a perspectiva da competitividade, como um fenômeno que faz com que as organizações repensem suas maneiras de conduzir os negócios, seu posicionamento no mercado e suas estratégias empresariais na consecução de suas metas. Se a competitividade, como resultado de qualidade e produtividade, se reflete na posição relativa de uma organização perante seus concorrentes, deve-se para tanto, dispor de fontes de vantagem competitiva que resultem em atratividade de clientes em nível superior aos seus concorrentes. Segundo Potter(1991), a vantagem competitiva é o resultado da capacidade da organização de realizar eficientemente o conjunto de atividades necessárias para obter um custo menor que o dos concorrentes ou de organizar tais atividades de forma única, capaz de gerar valor diferenciado para os clientes. O grande diferencial das organizações em relação à concorrência, é: A Capacidade; O Conhecimento; O Comprometimento daqueles que trabalham nas organizações. Vários pesquisadores se empenharam e obtiveram sucesso ao descobrir a correlação entre investimentos em capital humano e desempenho empresarial. Kotler (2008),analisa a importância do colaborador para organização, e afirma que: “as pessoas nas organizações seriam a fonte mais poderosa de vantagem competitiva”. Só colaboradores devidamente valorizados por práticas efetivas de gestão de pessoas e sintonizados com as metas e valores organizacionais são capazes de proporcionar experiências únicas e encantadoras aos clientes com vistas a desenvolver relacionamentos o mais duradouro possível. A implantação de políticas de gestão de pessoas nas organizações que preconizem o desenvolvimento e a valorização das pessoas, tem como consequências: produção de bens e serviços diferenciados e de qualidade elevada, como também atendimento mais dinâmico, flexível e atencioso, pois teoricamente um colaborador que se sente atendido, satisfeito e valorizado tende a realizar suas funções com maior afinco. Cada processo organizacional possui fornecedores e clientes, internos à organização. Assim, se cada empregado internalizar a ideia de que seu colega é um cliente ou colaborador, digno de atenção e respeito, é possível otimizar a qualidade das relações e possivelmente, a qualidade dos resultados finais da organização. Vergara e Branco (2001), definem a organização humanizada como aquela que, voltada para seus empregados e para o ambiente, agrega outros valores que não somente a maximização do retorno para os acionistas. Ações humanizadas serão vistas, assim, como fonte de diferenciação em um ambiente de negócios muito competitivo. Gestão de Pessoas - utilização organizacional dos recursos humanos para conquistar e manter vantagem competitiva e, assim, os recursos humanos constituem, a competência essencial, definida como capacidade organizacional que cria alto valor e que diferencia a organização de seus concorrentes. Em tempos de acirrada concorrência, dinamismo dos mercados e insegurança quanto à sobrevivência, as organizações tem buscado a constante renovação e adaptação de seus modelos de gestão a começar pela Administração de Recursos Humanos. As pessoas almejam satisfação no trabalho, segurança, valorização, reconhecimento, boa remuneração e as empresas enfrentam o desafio de atrair, contratar, aplicar, desenvolver e manter talentos capazes de torná-la diferenciada e competitiva no mercado. A Importância da Liderança para o seu negocio Mais do que simplesmente chefiar, liderar é fazer com que um grupo de pessoas trabalhem em equipe e gerem os resultados desejados pela empresa. Para isto, um líder deve possuir habilidades como capacidade de motivar e influenciar as pessoas que trabalham com ele e qualidades como dedicação, equilíbrio e vocação. Antes de levar alguém a agir, você deve estimular essa pessoa com a emoção. Quanto mais fortes a relação e a ligação entre as pessoas, maior será a chance do colaborador querer ajudar o líder a alcançar os objetivos da empresa. O líder tem a capacidade de desenvolver e lapidar suas habilidades. O segredo do nosso sucesso está nos compromissos diários. Líderes são aprendizes. Intuição e experiência A intuição aponta caminhos que não são tão óbvios nem tão facilmente explicáveis. Saber unir intuição com experiência é o ponto forte da credibilidade do líder. Ele sabe exaltar os pontos positivos de seus colaboradores. Também deve saber, igualmente, identificar os pontos críticos e lidar com eles, advertindo, aconselhando e discutindo as soluções. O verdadeiro líder antecipa problemas e situações críticas e propõe soluções práticas. Líderes seguros delegam poder aos outros. Pense nisso! Participe de nossos cursos e treinamentos e faça a diferença.
 
 

Receba nossa Newsletter

Novidades da Atitude Empresarial por e-mail:

 
Publicidade
Publicidade
Publicidade
 

© 2011 - Atitude Empresarial - Direitos Reservados

interaja com agente Facebook atitude empresarial Twitter atitude empresarial ato interativo - agência web